23 de set de 2009

São Paulo/6.

Mais andanças pelo Centro:
(Antes de mim - Before Taty ).

(Depois de mim - é, uma pequena mudança / After Taty - Yes, just a little change).

(Teatro Municipal).

("Ars longa, vita brevis"!).

(Mario pendurado).

(Mario pendurado - II).

(Death is coming!).

(Scary).

(Gente, gente por todos os lados. E eu ali, sorrindo).

(A arte posando nua!).

(Drawning is cool! Oh yeah!).

(Arte solta por aí).

Pertinho dessa exposição ao ar livre, deparamos com zilhões de tampinhas de garrafa coloridas num pedaço da calçada. Deu vontade de fazer "TCHIBUM", mas lembramos a tempo que era tudo muito colorido, mas não era uma piscina de bolinhas!! :)

O poema do Mario que está na foto é este! (segue logo abaixo também!)

Quando eu morrer quero ficar
Quando eu morrer quero ficar,
Não contem aos meus inimigos,
Sepultado em minha cidade,
Saudade.

Meus pés enterrem na rua Aurora,
No Paissandu deixem meu sexo,
Na Lopes Chaves a cabeça
Esqueçam.

No Pátio do Colégio afundem
O meu coração paulistano:
Um coração vivo e um defunto
Bem juntos.

Escondam no Correio o ouvido
Direito, o esquerdo nos Telégrafos,
Quero saber da vida alheia,
Sereia.

O nariz guardem nos rosais,
A língua no alto do Ipiranga
Para cantar a liberdade.
Saudade...

Os olhos lá no Jaraguá
Assistirão ao que há de vir,
O joelho na Universidade,
Saudade...

As mãos atirem por aí,
Que desvivam como viveram,
As tripas atirem pro Diabo,
Que o espírito será de Deus.
Adeus.

Nenhum comentário: