7 de jul de 2009

Post-que-virou-scrap-que-virou-post.

Começou com scrap recebido de Gladson:
"Lembra da gente dançando e gritando "Uh, é o shalk04!!" em frente ao apartamento de um amigo do Filipe, lá perto da UFC?

Lembrei de onde tirei a idéia: tem um vídeo da Rita Lee dançando com o Arnaldo Baptista e o Sergio Dias dançando ao lado, coisa mais linda, que representa bem Os Mutantes e o modo como eles eram unidos.

Se nós fossemos os mutantes, vc seria a Rita Lee."

E em outro scrap mais curto, ele perguntou se eu tinha Twitter.

E aí, eu respondi.
Mas foi uma resposta digna de post. Aí, fiquei sem saber se viraria mesmo post ou se seria só scrap. Na dúvida, pensei, deixo que seja os dois! (a seguir)

"Post-hesitante-que-acabou-como-scrap-que,-no-final,-vai-acabar-virando-post-do-meu-blog-mesmo:
Esses dias, o Gladson me mandou um scrap perguntando se eu tinha Twitter. Eu disse que não possuo tal modernidade. E é verdade. Eu nem sei que porra é essa de Twitter. Fiquei me sentindo o Seu Lunga virtual. Que brabice, que ignorância a minha não saber o que é Twitter! Mas é pra isso que serve o Santo Google. Deus no céu, Google na terra! É isso mesmo! Eu vou procurar sobre o Twitter no Google e ele vai me dizer tudo a respeito desse negocinho aí. Mas vai ter que ser outra hora, afinal eu preciso trabalhar. Vejamos... O que foi mesmo que o chefe me mandou fazer agora?...
Ah, mas voltando ao Gladson. Ele me mandou também um outro scrap, esse maior, relembrando uma noite legal pacas, em que eu fui a “04”. Estavámos em 03, mas ainda assim, éramos 04 e esse era o número designado a mim e a idéia de gritar na rua pra acordar o amigo do Filipe, que coisa doida. E hoje, com o scrap do Gladson, eu soube que, se fôssemos os mutantes, eu “seria a Rita Lee”. Eu posso com um elogio desses? Gosto da Rita, da postura dela como artista e das músicas. Como diria Mark Twain: “De um bom elogio, posso viver dois meses”. Viva o Gladson, viva o "uh, é o shalk04!!". E viva aquela noite memorável." :)

Um comentário:

Gladson Caldas disse...

E minha tréplica foi: o elogio é mais do que merecido.

Leio teus posts e fico pensando que talvez seja melhor não te conhecer de perto pra vc ser um personagem pra sempre. Mas se um dia eu tiver um talkshow, te chamo pra uma entrevista com certeza.