26 de ago de 2009

Escritos/2.

Finalmente achei o que procurava! E pensar que até tinha interrompido a procura,
de tão difícil que andava a situação...
Sem mais delongas: encontrei meu par perfeito! A pessoa que faz meu coração bater
mais forte! Aquela que me faz ver estrelas até quando chove. É alguém que acredita
que casamento e filhos não são obrigatórios e nem são a fórmula da felicidade; alguém que crê que a fidelidade é uma escolha, não uma obrigação; alguém que me escuta, sabe do que gosto e não tenta me obrigar a ser o que não sou.
Nos damos tão bem que às vezes penso que tudo não passa de um sonho! O que é
mais engraçado é que esse alguém estava perto de mim todo esse tempo! Como não
percebi isso antes? Como não notei essa pessoa tão maravilhosa? Ah, estou mesmo apaixonada...
Nosso encontro foi casual. Lá estava eu, espremendo uns cravos na frente do espelho, quando a notei: boca pequena, olhos arredondados e vivos, cabelos lisos e castanhos. Parecia um tipo comum, mas algo inexplicável fez com que eu me sentisse diferente. Eu já estava tão cansada de não encontrar o que queria! E foi aí que me deparei com o grande amor da minha vida: eu mesma.


TF* - nov./jan - 2006.

Nenhum comentário: